Visitando a Bodega Bouza

Esse post era para ter sido publicado na sequência dos posts de Montevideo, mas ficou aqui no rascunho e acabei não publicando. Vai ficar fora de ordem mas é só clicar em “Montevideo”ou Üruguai”que aparece todo material de lá do blog.

Eu já havia lido em algumas revistas e blogs de viagem sobre as vinícolas do Uruguai, minha mãe, apaixonada por vinhos que é, também já havia nos recomendado algumas, entre elas a Bodega Bouza, então parti para o Google e fui ver como que funcionava.

DSC05880

Ao pesquisar encontrei um site chamado “Los caminhos del vino, bodegas familiares del Uruguai” (site aqui), lá estão listadas  e marcadas em um mapa todas as vinícolas uruguaias. Os links já direcionam para os sites das vinícolas, onde se pode ser o que cada uma oferece.

Nossa opção era a Bodega Bouza pois queríamos algo que fosse relativamente próximo de Montevideo e a Bouza, são apenas 15km do centro da cidade. Optamos por ir de carro pois estavamos com o nosso lá. É possível solicitar um transfer da bodega, se você estiver em mais pessoas vale a pena, ou então ir de táxi já que a corrida tem tarifas  bem amigáveis (apenas lembre-se se pegar as intrusões de como chegar lá antes, nem todos taxistas conhecem essa zona mais rural de Montevideo).

Bouza

Fiz a reserva pelo site mesmo e logo em seguida já recebi a confirmação. Optamos pela opção degustação top que incluía a visita guiada e a degustação com 4 tipos de vinhos de alta qualidade, fiambres, queijos e pães assados na hora!

Bouza

Bouza

Chegando lá e fomos encaminhados para uma varanda e ficamos aguardando os demais que estavam agendados para o nosso horário. A edificação principal é muito bonita, uma construção no estilo rústico que abriga o restaurante, a lojinha e o local onde são feitas as degustações.

Bouza

Bouza

DSC05865

Começamos com a guia da vinícola nos apresentando a história de como surgiu a Bodega Bouza que é na verdade uma vinícola familiar e de como são produzidos os seus vinhos. Nos foi mostrado os tipo de uva que são utilizados, a seleção e todo processo de fabricação dos vinhos. Um dado importante é que a Bouza é que foi precursora na produção dos chamados vinhos finos, que são vinhos de maior qualidade que são exportados para o mundo todo.


Bouza

Bouza

 

Depois do circuito de fabricação do vinho seguimos para uma parte muito peculiar da vinícola o Museu de carros antigos. Um dos proprietários da vinícola possui uma coleção de carros antigos que ficam expostos e fazem parte da visita. São mais de 30 carros e motos antigos de 1920 em diante. Uma verdadeira viagem no tempo!

 

 

 

Bouza

Bouza

Na sequência seguimos para a degustação, simplesmente ma-ra-vi-lho-sa. Os pãezinhos eram quentinhos, assados na hora, os queijos deliciosos e os vinhos todos muito gostosos (não somos conhecedores de vinhos, nosso critério de avaliação é gosto/não gosto). Nossa ideia inicial não era almoçar por lá, mas acabamos não aguentando e mudando de ideia ao ver os pratos que estavam sendo servidos. Recomendo e muito considerar um almoço no restaurante da vinícola, o legal é que nessa opção a visita guiada está inclusa.

DSC05913

Bouza

 

Saímos de já era quase 16h e fomos direto para o hotel hibernar depois dessa orgia eno-gastronômica.

Bodega Bouza                                                                              

bouza@bodegabouza.com
visitas@bodegabouza.com

Como chegar: todas as explicações super detalhadas estão no próprio site da bodega (aqui)

Anúncios
Esse post foi publicado em Uruguai e marcado , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para Visitando a Bodega Bouza

  1. Marco Figueiredo disse:

    Cara Amanda,

    Belíssimo post, só de olhar me deu água na boca e me aguçou o coração. Quem sabe no carnaval nós vamos conhecer esta beleza de lugar.
    Outro ponto importante são as fotos do belo casal que vocês formam, parabéns!!! A verdadeira mágica é realizada pelo amor, e assim como os grandes vinhos há de ser maturado com conhecimento, paixão e principalmente, cuidado.

    Beijos,

    Tio Kinho

  2. Eloisa disse:

    Fotos Lindas Amanda! Estivemos lá e gostamos muito. Não dá para dispensar o almoço!

  3. Amanda Roth disse:

    Obrigada pelas palavras tio Kinho! Bjs, Amanda.

  4. Amanda Roth disse:

    Que bom que gostaste Eloísa! É bem verdade que o lugar é encantador e embeleza bastante as fotos também. O almoço é divino né? Tenho muita vontade de voltar lá só para repeti-lo!

Dê vida ao Arquitetando Rotas, comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s