Passeios próximos à Lisboa: Óbidos

O post de hoje é especial para aqueles que adoram as pequenas e pacatas cidadezinhas medievais (olha eu aqui levantando mão!). Óbidos fica pertinho de Lisboa (80 km ao norte de Lisboa) e geralmente é visita da no esquema bate e volta no mesmo dia. Eu fiz isso, mas confesso que até teria dormido uma noite lá só para sentir o clima e tirar algumas fotos noturnas. A cidade me  lembrou muito de Colônia do Sacramento, numa versão somente portuguesa. É pequenininha, tudo pode e será feito a pé, porque não entram carros depois das muralhas.

Devido à sua excelente localização: estar próxima ao mar e banhada por uma lagoa essas terras desde sempre foram habitadas. Sabe-se que Fenícios e Romanos viveram por aqui e deram início a algumas construções que vêm sendo gradativamente descobertas através de escavações.

Em 1148, o primeiro rei D. Afonso Henriques tomou a cidade do domínio árabe, o Cruzeiro da Memória é um monumento que marca esse acontecimento. No século seguinte, a vila se tornou objeto de presente de casamento de D. Dinis à sua esposa, D. Isabel. A vila passou então a pertencer à Casa das Rainhas, somente extinta em 1834. Por aqui diversas rainhas passaram e cada uma deixou sua benfeitoria: D. Catarina mandou construir o aqueduto e chafarizes.

Em 1513 Óbidos é beneficiada com a reforma administrativa de D. Manuel I, sendo esta época muito intensa em requalificações urbanas.

No ano de 1755 a vila sifreu bastante com o terremoto que derrubou partes da muralha de proteção, templos e edificações, além de alterar alguns aspectos do traçado e do casco árabe e medieval.

Atualmente boa parte das edificações de Óbidos encontram-se restauradas e podem ser visitadas. Para circular pela cidade não tem mistério, com certeza você irá chegar pela “porta principal” chamada de Porta da Vila. A partir dali são duas principais e diversas que as cruzam. Nessas ruas você irá encontrar: chão de paralelepípedo e flores nas janelas dos casarios antigos pintados de branco + azul ou então branco + amarelo (só nessas cores!). A caminhada é deliciosa e rende belíssimas fotos, qualquer canto de Óbidos sai bem na foto!

DSC00791_1427x947

Russia 113 A porta da vila “por fora”

Russia 114  e “por dentro”

Aconselho a dar uma passada no centro de informações, lá dá para pegar toda aquela papelada (que eu amo): mapinha, informações históricas, etc… Com certeza o passeio fica bem mais produtivo.

Obidos_mapa_identificado Mapa da cidade, marquei os pontos imperdíveis

Começando pela Rua da Direita (uma das duas principais!) você irá passar por lojinhas de artesanato, cafés charmosos, restaurantes e algo não pode ser esquecido pontos de venda da ginginha – um licor feito a partir da ginja (um espécie de cereja) uma fruta típica da região. Ele é servido num copinho de chocolate mini e é delicioso!

Russia 117Detalhe das casinhas amarelo e branco

Russia 119 A Rua da Direita e seu comércio

Russia 121  Ao fundo a Igreja de São Pedro

Russia 128

Ruelinhas transversais

Abaixo da Rua da Direita fica a Igreja de Santa Maria, local onde Afonso V se casou com sua prima, Isabel. No mesmo largo está o Museu Municipal onde o destaque fica para Josefa de Óbidos que apesar de ser espanhola passou sua vida na cidade.

Russia 125 Igreja de Santa Maria

Russia 126Pelourinho

Infelizmente não é possível visitar o Castelo que hoje em dia é uma pousada de luxo Pousada do Castelo, agora dá pra entender porque eu falei que valia pena dormir em Óbidos né?! rsrsrsrs. Uma das opçoes para quem não estiver disposto a investir na estada (sim os preços das diárias são salgados, para casal a partir de 190 €) aconselho a ir no restaurante. Dá para almoçar ou jantar em grande estilo e de quebra ainda conhecer o hotel 😉

DSC00837_1427x947A turma toda reunida

Como chegar em Óbidos:

De carro: pegue a autoestrada em direção à Leiria e saia na saída de nº 15. São 80km desde Lisboa, a estrada é pedagiada. Tempo médio 40-50 min.

Ônibus: Em média, o bilhete de ônibus (Lisboa – Óbidos) terá o preço de €8,00. Consulte o seguinte endereço para detalhes e horários: http://www.rodotejo.pt/pesquisa_servicos.php

Trem: Existe estação de trem em Óbidos. No entanto, a estação não se encontra no centro da vila, é bem afastada do seu centro. Para mais informações (preços e horários), consultar esse site: www.cp.pt

Taxi: uma viagem de táxi (Lisboa – Óbidos) poderá variar em termos de preço. Normalmente, uma viagem poderá custar cerca de €90,00. Em Óbidos, há um ponto de táxis junto à Porta da Vila (entrada principal de Óbidos)

Estacionamento: existem locais de Estacionamento, devidamente assinalados na parte exterior do Centro Histórico. Dois deles são pagos (parques asfaltados junto ao Posto de Turismo).

Posto de Turismo: o Posto de Turismo de Óbidos encontra-se junto ao Parque de Estacionamento principal, a cerca de 200 metros da entrada da vila de Óbidos.

Visitas guiadas: é possível agendar uma visita guiada (grupos de no mínimo 20 e no máximo 40 pessoas). É possível reserva-la através do e-mail posto.turismo@cm-obidos.pt  (Dr. Nuno Santos). Visitas disponíveis em Português, Inglês e Francês.

Anúncios
Esse post foi publicado em Óbidos, Portugal e marcado , . Guardar link permanente.

Dê vida ao Arquitetando Rotas, comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s