O Hermitage

Pedro o Grande transformou a Praça  do palácio no “centro” simbólico do império russo e de São Petersburgo. Serviu de palco de grandes acontecimentos históricos do país como as revoltas operárias de 1905 além da revolução de 1917. Ainda hoje aolhe de manifestações políticas a concertos. É nesta enorme praça que encontramos um dos edifícios mais importantes da cidade: o Hermitage.

Russia 595

613_1427x947

615_1427x947

Na verdade “o” Hermitage não é um prédio e sim um complexo de edificações que foram sendo construídas ao longo dos anos. O complexo é composto: pelo Palácio de Inverno que serviu de residência para o czar e sua corte, o Velho Hermitage, o Pequeno Hermitage e o Teatro do Hermitage. Os outros edifícios que cercam as praça são as duas alas da sede do Alto Estado Maior do governo, unidas por um belo arco do triunfo e o edifífio do Ministério de Assuntos Exteriores (atualmente funcionando com escritórios do governo). No centro da Praça o destaque fica para a coluna de Alexandre I comemorando a vitória sobre os franceses e a consequente derrota de Napoleão.

Russia 597

Russia 598

A cor original das fachadas imitava a cor de pedra natural, um rosinha, que constrastava com elementos decorativos pintados com cal

A data de criação do Hermitage, considerado um dos museus mais ricos e maiores do mundo, data de 1764, quando o comerciante Gotzkowski apresentou a corte russa uma coleção composta por 225 quadros, a maioria de pintores holandeses e flamencos dos século XVII. Esta coleção serviu de base para nova galeria da imperatriz Catarina II. Atualmente o museu conta com mais de 3 milhões de obras de arte distribuídas em 365 salas.

Russia 612

Russia 627

Ao visitar o museu vale a pena aproveitar e desfrutar: da grande coleção de obras primas de grandes artistas do Renascimento Italiano (Leonardo da Vinci, Rafael, Tiziano, Miguel Angel), de artistas de pintura flamenca e holandesa (Rembrandt, Rubens), de uma belíssima coleção francesa (Monet, Van Gogh, Renoir) e de todas as épocas de pintura espanhola (Murillo, Velázquez, El Grecco, Picasso, Goya).

684_1427x947

Russia 628

É claro que com uma coleção desse tamanho seriam necessários muitos dias para visita-la por completo. O ideal é dar prioridade às obras primas do museu e combina-las com a preferência pessoal de cada eu. Eu por exemplo jamais deixo de fora os pintores Impressionistas, minha grande paixão! De fato um dia no Hermitage é muito pouco e talvez um pouco cansativo para quem não for “rato de museu”. Se houver tempo reserve dois dias, pode ser duas manhãs, período menos lotado de turistas do museu.

678_1427x947

O Palácio de Inverno, residência Imperial durante dois séculos, foi construído entre 1754 e 1762. Conta com salas que refletem todo luxo que a família Imperial tanto apreciava. São salões gigantes muitíssimo decorados com ornamentos caros: crital, porcelana e pedras. Logo na entrada encontramos uma escada de colocar inveja em Versailles, toda trabalhada no melhor estilo do Barroco Russo.

631_1427x947

 630_1427x947

Duas salas muito bonitas são a sala de baile e a sala de escudos, onde aconteciam as grandes recepções dadas pela corte (no Palácio de Inverno). A sala do pavilhão (no Petit Ermitage) é onde fica o famoso relógio do “Pavão Real” fabricado pelo relojoeiro James Coxe no século XVIII, É bom ficar atento à proximidade da hora cheia que é quando a sala fica simplesmente lotada de turistas querendo fotografa-lo. A sala de Malaquita é simplesmente um de cair o queixo…é a maior concentração de pedra preciosa por metro quadrado ornando uma sala, a informação dada é de que foram utilizadas 2 toneladas de pedras. e pra completar a opulência, na pequena sala do trono, dedicada à memória de Pedro o Grande, o trono é todinho feito em prata!

Russia 623

Russia 622

Russia 638

Este é um museu para ser visitado muitas e muitas vezes, mas algumas obras são imprescindíveis na primeira visita. Minhas dicas são:

Arte Francesa século XV-XVIII:

The Stolen Kiss_Fragonard

O beijo roubado | Jean–Honoré Fragonard | 1732–1806

Arte Alemã século XV-XVIII

Venus e o cupido_Lucas Cranach_1472-1553 

A vênus e o cupido | Lucas Cranach | 1472-1553

Holbein_retrato de um homem jovem_1495-1520

Retratto de um homem jovem | Ambrosius Holbein | 1495-1519

Arte Inglesa século XVI – XIX

Retrato da dama em azul

A dama de azul | Thomas Gainsborough | 1727-1788

Arte Francesa século XIX – XX

424px-1801_Antoine-Jean_Gros_-_Bonaparte_on_the_Bridge_at_Arcole

Napoleão sobre a ponte de Arcole | Antoine Jean Gros | 1771-1835

Jaques louis David

Sapho e Phahon | Jaques Louis David | 1748-1825

Arab-Saddling-his-Horse 

Árabe selando seu cavalo | Eugéne Delacroix | 1798-1863

Waterloo-Bridge-Effect-of-Fog

A ponte de Waterloo | Claude Monet | 1840-1926

Arte alemã /russa século XIX – XX

Landscape

Paisagem | Vasily Kandinsky | 1911

 

Arte Italiana | Renascença

Raphael (Raffaello Sanzio)_1483-1520

A virgem e o menino (Madonna Lita) | Leonardo da Vinci | 1452-1519

Essas são só algumas das obras que considero imperdíveis, mas o Hermitage possui Goya, Rubens, Cezanne, Degas…além de obras da antiguidade clássica, arte russa, enfim a dica para uma primeira visitar é identificar o período e os pintores que são mais difíceis de encontrar em outros museus.

O site do museu (aqui) possui versão em inglês e é relativamente bem recheado de informação.

Pra quem quiser vasculhar antes mesmo de sair de casa todas as obras do Hermitage, esse site (aqui) é o mais indicado!

Anúncios
Esse post foi publicado em Rússia, São Petersburgo e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Dê vida ao Arquitetando Rotas, comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s