Finlândia: Helsinque

Bandeira da Finlândia

Bandeira da Finlândia

Helsinque (ou Helsinki), a capital da República da Finlândia ainda conserva aquele “clima” tranquilo de cidade do interior. Não é lotada de turistas, mas em contrapartida oferece uma excelente infraestrutura para seus visitantes, a população (560 mil habitantes) é extremamente educada, o trânsito é fluido e os meios de transportes muito eficientes. A Finlândia é um dos países mais sub-povoados da Europa: pelo que pesquisei as estatísticas indicam uma média de 17 pessoas por km2! E em função do clima, a grande maioria da população vive no sul do país, um pouco mais afastado da região do Círculo Polar Ártico, entre as principais cidades Helsinque, Turku (capital quando a Finlândia pertencia à Rússia) e Tampere (polo industrial e tecnológico).

map_of_finland

A língua oficial é o finês (e não o finlandês como muitos dizem), e diferentemente da Rússia,  o inglês é a segunda língua falada depois do finês.

Helsinque é muito segura, limpa e fácil de circular. Os principais pontos de interesse podem ser feitos todos a pé ou de bonde elétrico.

Estação de trem de Helsinque

Estação de trem de Helsinque

 

Russia 670 077Russia 670 074

Russia 670 079

Acredito que para a grande maioria Helsinque não seja o tipo de lugar escolhido para passar as férias e geralmente não é um destino por si mesma, ou seja, é a típica cidade “passagem” para quem está partindo de Estocolmo ou indo à São Petersburgo. Se um dia você estiver planejando uma viagem para alguma dessas cidades, não deixe de dedicar alguns dias (dois são suficientes) para conhecê-la, vai por mim, vale a pena!

Para saber um pouco da história:

A Finlândia, era um dos poucos países Indo-Europeus que era habitada por uma população “nativa” original os Lapaos (ou Samis), que habitavam essa parte fria do continente. A população existe até hoje, no entanto, confinados no Cículo Polar Ártico (região norte da Finlândia), são marginalizados pela sociedade ocidentalizada da Finlândia moderna.

Finais de tarde fantásticos

Finais de tarde fantásticos

Capital do design

Capital do design

Com a chegada dos Finno-Ungros os Lapaos perderam boa parte do seu território. Os Finno-Ungos são uma facção do Império que um dia veio a ser Austro-Húngaro e que dominou boa parte da Europa do Leste.

Russia 670 195

Helsinque foi fundada em 1550, século XVI  pelo rei da Suécia Gustavo I, quando os países escandinavos ainda lutavam pela controle da rota comercial da região do Báltico e da Rússia. A fundação da cidade tinha como objetivo criar um ponto de concorrência à estoniana Tallinn (cidade que pertencia à Liga Hanseática – bloco comercial e econômico formado pelos países do leste europeu do qual não faziam parte os países escandinavos).

Entretanto, a soberania da Liga Hanseática não conseguiu ser abalada por Helsinque, que após sua fundação seguiu sendo uma cidade pequena e pobre. Em 1710 a cidade atingiu sua decadência máxima, foi assolada por uma peste que dizimou boa parte da população.

Anos depois, quando a Finlândia passou a ser província autônoma da Rússia, o então Czar Pedro O Grande transferiu a capital para Turku, pois queria extinguir a influência da Suécia sobre a cidade.

Com o fim da revolução russa e o término da monarquia em 1917 a Finlândia conquistou sua independência e se tornou “República da Finlândia” e finalmente Helsinque iniciou sua caminhada para se tornar a capital do novo país.

Em 1995 a Finlândia entrou para a Comunidade Europeia e adotou o euro como moeda desde então.

Atualmente os Finlandeses se orgulham de ter um dos países mais limpos, seguros e bem organizados do mundo. Os índices de educação e saúde são altíssimos e possuem um dos maiores polos de tecnologia e pesquisa mundial (#Nokia).

Ainda vou fazer vários posts específicos sobre os principais pontos a visitar em Helsinque  com dicas de restaurantes, aguardem!

Alguns links úteis:

– Página oficial de turismo de Helsinque (aqui)

– Para pesquisar hotéis (aqui)

– Para dicas de moradores (aqui)

– Para dicas e reportagens do NY Times (aqui)

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Finlândia, Helsinque e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Dê vida ao Arquitetando Rotas, comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s